Posts Tagged 'sol'

UMA BREVE REFERÊNCIA AO PASSADO

nas palavras suaves de Tati Bernardi


“(…) posso te garantir que o verão solitário me deixou mais mulher, mais leve e mais bronzeada e que, depois de sofrer muito querendo uma pessoa perfeita e uma vida de cinema, eu só quero ser feliz de um jeito simples. Hoje o céu ficou bem nublado, mas depois abriu o maior sol.

Anúncios

HOME, SWEET HOME.

queria isso.

uma casa com janelas enormes
por onde raios de sol entrassem e iluminassem todos os cantos.
de portas bem largas e abertas, escancaradas para toda gente amiga
e para a lua brilhante clarear a cama e o sol iluminar a mesa num belo café da manhã.
uma casa sem muros nem grades,
para que os ventos da liberdade soprassem perfume de alegria em nosso quintal
e, sem medo, invadisse de emoções a sala.

Foi mais ou menos isso que encontrou! 🙂


* Li dia desses um textinho parecido com esse na internet, mas nao me lembro onde. Se alguém souber…

AO DEUS DO VERÃO


Pelos seus dias claros com seus tons de azul – celeste, é claro!
Pelo céu ainda manchado de sol quando saio às 18h30 do trabalho.
Pelo cheiro de terra molhada, que só sentimos no verão.
Pelo verão de 2009, que começou em agosto – logo num período que precisei de tanta luz!
Pelo bom humor que sinto quando começa a temporada de quentura dos trópicos e o céu limpinho que me saúda todo dia.
Por não ter nascido em Minas – desculpem os amigos mineiros, nada contra – e morar numa cidade litorânea.
Por poder cumprir meus votos de ir à praia todo santo sábado (e alguns domingos) de sol, durante esses 4 meses.
Pela pele (mesmo com protetor FPS 30) caramelada de natureza.

Por tudo isso, o meu muito (muito) obrigada ao Deus do Verão, pois só Ele consegue entender o quanto amo esta época do ano.


** este texto já estava escrito desde início de janeiro, mas com tantas tragédias por causa das chuvas no Rio e em SP, achei meio impróprio, maaas agora aí está toda a minha gratidão por esses meses ensolarados!

Carpie Diem!

O AMOR É O TEMA!

Amor maior

O sol me acordou esta manhã do jeito que sonhei acordar todos os dias.

Sempre busco no silêncio os meus falares, e assim fui acordada hoje, somente pelo sol, que sem eu pedir emprestou-me uma réstia de luz amarelo ouro e um tépido calor daqueles que, ao mesmo tempo, desperta a alma e amolece o corpo… Tão logo, me ocorreu que a Jú havia me dado a insustentável incumbência de escrever um texto, e, para essa responsabilidade de tema inexato, não pude encontrar inspiração mais firme. Corri da cama, e não sem antes abrir a janela para me certificar ainda mais do dia lindo que o sol me anunciou, pensei: “porque hoje é sábado…” (saudades do Poetinha).

Quando já estava a caminho do computador nosso de cada dia, olhei un passant o criado-mudo e lá estava o lápis que na noite anterior me serviu para eu completar a palavra cruzada que sempre faço, na saga do “afasta de mim esse Alzh”, de imediato convencida de é com ele que vou escrever. Quem sabe se assim, a nostalgia que cabe no momento mágico do encontro entre o lápis e o parto das palavras, não seria minha fonte inspiradora?

Tchan… tchan… tchan… é o amor, que original. Tentei me recompor, mas pensei que não existe tema mais recorrente e tanto mais necessário, porque quanto mais se fala dele menos se aplica.

Continue lendo ‘O AMOR É O TEMA!’

RAIMBOW



nem estava de todo acordada
foi à janela pra ver quem a saudaria: sol ou chuva
(na verdade era pra saber com que roupa sairia)
um arco-íris (quanto tempo não o via!) sorriu pra ela
lembrou-se de Deus e de suas misercórdias “que se renovam a cada manhã”
teve esperança
e, como ainda tinha uns minutinhos,
voltou pra cama

DIAS SEM SOL

cai a chuva e a temperatura
esconde-se o sol
fica o alento
de que voa o tempo
e (quase) tudo passa
mas que volta e meia, volta o vento
que um dia já foi tempestade
mas que hoje é brisa fresca
que acalma e alivia
do ardor que queimava aqui dentro
do calor que lá fora fazia

* sim, não apenas choveu como disse aqui dias atrás, mas a temperatura caiu e pra que isso serviu? Pra refrescar o calor, a alma e as ideias!!

Semana de bênçãos e de brisa fresca que vem dos céus!

E O SOL LIGEIRO SALVOU O MEU DIA

semana passada me (re)apareceram fantasmas
não chegaram a me tirar o sono, posto que era dia
mas trouxeram um desassossego na alma
como se passasse uma brisa fria

me ocorreu então um humor triste
uma ausência de força
aquilo de ter que fazer e não saber…

mas continuei andando pela luz da manhã
com os (maus) pensamentos entre nuvens
foi aí que vi o sol passando por mim rapidinho
mais esperto que eu, correndo tranquilo

me caiu a ficha na hora:
fantasmas sempre existirão
resta saber qual a importância que daremos à eles – ou não!

independente disso, o controle da vida não é nosso
e o sol passando ligeiro me fez afugentar esses medos feios
que queriam estragar meu dia

(falei com Papai do Céu e agora está por conta d’Ele o que me afligia!)

Tenham todos um belo dia! 🙂


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias