Posts Tagged 'infância'

9 COISAS SOBRE MIM

Entrei na onda do blog da minha amiga Kamilla e resolvi compartilhar 9 coisas curiosas sobre mim. Mesmo que ninguém se interesse é um exercício bastante bem legal pensar sobre si mesma! Enjoy!
* Aceito adendos, sugestões e possíveis risinhos das amigas mais íntimas.

1. chupei chupeta até meus 8 anos (vide minha arcada deformada!) Depois disso acalentei-me com uma fraldinha enrolada de um jeito criativo (sempre!!!!) que eu batia no nariz compulsivamente. Até hoje sinto um orgulho pueril pelo jeito que enrolava o pano: todas as amigas e vizinhas queriam que eu fizesse um pra elas! haha

2. escondo minha verdadeira idade desde os 21, data em que gostaria de estar com 17 anos. Evito colocar velinhas no bolo mas quando não tem jeito sempre faço um brincadeirinha e coloco a idade errada. Em troca recebo comentários amigáveis do tipo: “nossa, eu acho que já fui nesse aniversário” ou “acho que estou tendo um dejavu”.

3. tive uma infância bem doentinha: bronquite asmática, reumatismo, disritmia (e arritmia também), sopro no coração e por aí vai… quando minha mãe fala sobre isso hoje em dia eu ainda deixo a pobrezinha se sentindo culpada porque falo: foi porque não tomei leite materno!

4. aprendi a ler aos 4 anos brincando de escolinha com minha irmã mais velha. Quando fui pra escola a professora ficava nitidamente irritada comigo pois quando ia ensinar uma nova “familia” de fonemas eu s-e-m-p-r-e falava: eu já sei…esse é o “ême”, esse é o “éfe”!

5. quando fiz faculdade na UFES, na turma de Comunicação Social de 98, eu era a única negra (e com orgulho)!

6. quando eu era criança, muitos dos meus sonhos eram encenados: de dia brincava de cavalinho com meu pai, a noite subia na minha irmão e ficava pulando nas costas da coitada que dormia do meu lado; levantava e me punha em frente ao espelho achando que estava na janela da sala, entre outros, mas eu juro que não me lembro de nada, minha mãe me contava tudo no outro dia.

7. Jogava handboll na adolescência, fui do time da Desportiva/ES (tiva!! tiva!!) e ganhamos o estadual feminino no ano de não sei ao certo. O fato é que eu amava jogar, treinar, usar o uniforme, viajar com o time e, principalmente, andar de joelheiras pelo bairro!

8. tenho dificuldade de localização, tipo norte/sul leste/oeste, rua direita ou esquerda, enfim, me perco quase toda a semana em algum lugar, seja a pé ou de carro. Preciso ir várias vezes a um lugar para gravá-lo, me perco em casas e ruas que não conheço bem, se entro de um lado da rua, normalmente quando saio vou pro lado oposto. Diante disto não tenho credibilidade nenhuma quando falo pra alguém: “pode deixar que eu te levo” ou “eu sei onde é”! Minhas amigas já me mandaram ir ao médico e meu marido acha que tenho problema de memória (eles devem ter um pouco de razão).

9. Há uns dois anos atrás entrei no ballet e cansei de ouvir que eu já tinha passado da idade. Mas não me importei! Adoro sapatilhas, meias e polainas. E amo dançar pra Deus!

GAROTA PRODÍGIO

Mais um causo da minha infância contado pela minha tia (que possui ótima memória, alias – ou serão minhas histórias inesquecíveis??? Hehe)

Historinhas da Jú II (a I está aqui, ó)

Você sempre foi antenada, aliás, a parabólica da Jú sempre captou todos os sinais de todos os satélites.
Trabalhava eu, na Colégio Silvio Rocio e, numa certa manhã, passei na casa dela para ver a família e filar um café (não necessariamente nesta ordem).
Jú tinha uns 3 anos e meio, veio correndo ao meu encontro e falou:
“tiitiiia sabi quem morreu?” Ai que susto! E perguntei ansiosa, olhando para Jane e para o Bira: queeeeeeem?
E ela com ares de bem informada fazendo caras e bocas respondeu: “Ra nu ar Sa da ti morrrreu láááá longiii, no Echiito”*.
Fui obrigada a rir, pois nem tinha lido o jornal… nem visto a TV, mas já fui agradecendo a Deus por não ter sido ninguém da família, nem um conhecido do bairro.
Com esse
feeling era de se prever ou pelo menos desconfiar que seria redatora, e, das muiiiiiito boas!

*Anwar Al Sadat, presidente do Egito, nobel da paz de 78.

Haaaaahahahaa, eu tb tive que rir!!! Criança a-do-rá-vel eu deiva ser! E prodigiosa, e bem informada!
Obrigada tia, vc é ótima!

Outros textos da Tia Eunice no blog, aqui, ó!

O QUE ME FAZ FELIZ

Então… hoje, como estou muito bem e feliz (obrigada!) vou escrever uma listinha de coisas que me fazem feliz, só por hoje – perdoem-me, meu estado de humor não permite fazer uma lista das coisas que me fazem feliz por mais tempo. Mas essa instablilidade emocional o médico e o psicoterapeuta disseram que é normal nessa fase, mas passa, há!!!

Sim, sim… to melhorando…. no entanto, tenho váaaarios posts melancólicos/nostalgicos a quem possa interessar, mas hoje minha felicidade não me permite escrever sobre isso. Sorry se decepciono alguns… hoje eu estou feliz mesmo, meu bem!

Então lá vai:

passar o fimdi com uma amiga querida só fazendo coisas de mulherzinha;
• deixar meu carro sujo na casa de uma amiga e encontrar o carro limpinho na volta;
• entrar numa calça 36 (essa é a glóooooooria);
• relembrar a infância escrevendo com uma caneta 4 cores (can you believe? it exist yet, really!);
receber e-mail de uma amiga mais que querida oferecendo o ombro e ouvido!
• passar a tarde inteira ouvindo Stacie Orrico com uma vontade louca de dançar (“I could be the one…”, “Bounce, bounce back…”, “Why the hesitation When God is ever waiting…” – adoooooooro);
• trabalhar muito e muito porque te deram uma campanha super importante para a agência (sim, sim… eu sou confiável!).

Obrigada Papai do Céu, a ‘alegria do Senhor é a minha força’.

E você, meu bem, o que te faz feliz?
Beijomeresponde 🙂


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias