Arquivo para novembro \30\-03:00 2009

AS CORDAS QUE ME PRENDEM


eu pertenço a ti

teu olhar me capturou

com cordas de amor
você me amarrou
estou presa ao teu amor

pra sempre


Mais desse amor, música e letra, aqui.

ME AMARREI

Aprendi ontem da igreja.
Lindo o piano do início
Linda a letra
Lindo o amor do nosso Deus que nos apreende em seus laços….

Vale a pena ouvir, mas, acredite, vale muito muito mais a pena experimentar!


PRESO AO TEU AMOR – Minist. SPA

Eu não sei mais viver sem tua presença
Como a terra precisa da chuva preciso de ti
Os teus olhos são como fogo
Teu olhar me consumiu
Teu amor não me condenou, me conquistou

Eu pertenço a ti, teu sangue me comprou
Com cordas de amor, voce me amarrou
Estou presa ao teu amor

Com cordas de amor você me amarrou
Com cordas de amor você me amarrou
Teu olhar me capturou, teu olhar me capturou
Jesus, Jesus
Eu não vou te deixar

Eu pertenço a ti Jesus
Teu amor me capturou
Jesus
.

# o que Deus diz

SEMELHANTES


*
Isso faz uns bons anos.
Ele andava barbudo e com cabelos compridos desajeitados. Não chegava a se passar por figura estranha, afinal de contas estava dentro de uma universidade federal, fazendo o curso de educação física. Mas, normal, normal também não era… não passava despercebido, ele tinha um
“quê”.
Estava em crise com sua fé, com Deus, com a vida. Ele precisava de sinais.
Um dia acordou mais decidido: Deus, preciso de um sinal de que Você existe, que é verdade tudo o que creio, que eu posso ser melhor do que sou, que eu sou de Jesus e Ele é meu, que somos mesmos parecidos…e continuou a divagar, aborrecido, revoltado, se sentindo abandonado, com os cabelos ainda desgrenhados.
Sua última aula do dia foi Natação. Mudou de roupa e pulou na piscina para o primeiro mergulho, ao que ouviu, atrás de si, um colega – ei, Jesus! Só ouviu sem reação, mas a voz insistiu – ei, você! Virou-se pra perguntar – é comigo? – é sim, você está parecido com Jesus desse jeito!!!
Não pode falar mais nada e as águas misturaram-se às lágrimas, e vice-versa.
Sim, era o sinal! Ele tinha semelhança, não era órfão, tinha família, traços, jeito, cabelo, barba parecidos com os dEle. Desde então quis ser semelhante também nas atitudes e no coração.
Naquele dia, na saída da faculdade ainda foram mais longe em sua genealogia: indo embora, ao passar pela entrada principal, o porteiro brincou – Ei, Rei Davi! Tá bonitão, hein!
E sorriu! Dessa vez ele não voltou os olhos pra trás com dúvida! Sabia que era dele que o homem falara. E sorriu novamente, contente com os sinais do dia!


* A história é verídica, mas a bossa e a prosa são minhas, hehe. Ouvi o relato desse rapazinho de Deus aí embaixo (Gustavo, um dos líderes e coreógrafos da Cia Tribus, pela qual eu sou apaixonada!) no Congresso de Dança que participei em Aracruz esse mês. Olha, foi lindo, fui muito abençoada esses dias por toda a Cia, eles são uns queridos!

Fiquem na paz!

🙂

MOMENTO EGO haha


Conheço poucas pessoas que gostam taaaaaaanto do próprio aniversário como eu. A Roberta é uma delas!!
Sábado passado fomos (as mais chegadas, as querydas, “a panela” como nos chamam na Danza) almoçar juntas e teve bolo de chocolate com nozes, para acabar com a gente de vez. hehehe

Foi ótimo mesmo e merece um registro.


1. flávia, renata 2. juliana malacco 3. a aniversariante roberta e eu


1. paulinha e robs 2. pauleeeeenha posando pro EGO 3. flá, renata e aninha no meio


1. eu mesma 2. todas nós 3. aninha, robs e eu

beyjos meninas!

🙂

SEM PALAVRAS


tentei fazer um texto bonito
um verso, quem sabe uma rima
mas não rolou… não sabem como fico triste…

Então fiquem com um a fotinha linda (não dizem que imagens valem mais que mil palvras?) e com a promessa que vou me esforçar pra voltar ao meu ritmo – eu juro que eu estou tentando, mas até o instrutor da academia anda reclamando…hehe. É, eu não sou mais a mesma…


Beyjos lindos e ótimo fimdí de sol!

QUEM TEM MEDO DE LOBO MAU


Jacob era apenas uma pessoa eternamente feliz, e carregava essa felicidade como uma aura, dividindo-a com quem quer que estivesse por perto. Como um sol na Terra, Jacob sempre aquecia quem estava em seu campo gravitacional. Era natural, fazia parte de sua personalidade.”

Sim, sim, me rendi aos livros e aos filmes também, ok? Fui assistir Lua Nova na pré-estreia, meia noite, não tenho vergonha de admitir. Inclusive, várias amigas adultas foram comigo (as mais cultas não me joguem pedra, haha), tá!

Enfim, o filme é mesmo fofinho, bem melhor que o primeiro (capricharam bem mais na produção), saí de lá bem pilhada  (sim, eu quero ver de novo! sou ridícula)e nem consegui escrever sobre na sexta…

Então, só algumas impressões:

– o pai da Bella e o pai dos Cullen são super charmosos – Edward, Emett e Jacob, so sorry! Perderam!

– Gostei das cenas: quando Ed termina com a Bella e quando Jacob diz que eles não podem ser mais amigos. Pensei: caraca, a menina vai pirar de vez! Muito sofrimento, gente!

– Acho definitivamente que a Bella é idiota, ops, bobinha… um desperdício ela não ter ficado com Jacob (desde que li o segundo livro torcia pra eles terem um affair).

– A briga do Felix com o Edward em Volterra foi muito boa. Destaque pra Bella desesperada se oferecendo pra morrer no lugar do seu amor (gente, eu sou romântica mesmo! hihihi)

– Por último (e mais importante): Girls, o que é Jacob Black?!?!!? É simplesmente ALGO no filme (sou empolgada meeesmo!!!!). Mil vezes ele que Edward (fãs ensandecidos que me leem, não me joguem na fogueira!).

Jake, love u!
Beijomeliga

Agora se vocês quiserem ler uma crítica menos passional/imparcial passem no blog da Brenda. Ela é empolgada mas nem tanto! Há!

E vocês, amigas adultas, têm algo a comentar about it ou nem sabem do que eu estou falando? Oi!?!?

DIÁLOGOS POSSÍVEIS


– vim aqui cedinho só pra dizer que você faz falta… que pensei em você ontem e que esse vício ainda me mata…
– olha, vou te dizer uma coisa: eu estou morrendo de saudades de você, muitas mesmo… ficar sem te ver um dia não me faz bem.

LAÇOS DE FAMÍLIA

nem sei por onde começar… vamos lá…

Tenho uma super família carinhosamente chamada de postiça… pra quem não sabe a história é mais ou menos essa:

a juju (oi? eu!) conheceu a mari na facul,
que é prima da erika e apresentou as duas
elas freqüentavam a igreja entao se deram logo bem
daí vieram thaise e nathalia (as irmãs da erika)
das noites dormidas na casa de mari vieram
lívia (a irmã da mari), regina (a mãe), vó mercedes (vovó fofa!),
luíza (priminha) e a tia lúcia*
das festinhas (já em família, ne?) vieram milena e thassiana
(e todos os outros tios e primos e namorados de primas, etc.)
a essa altura já estava adotada total e faço parte da lista das primas, amigos x, aniversários e similares!

e adoooooooooooooro!

Entenderam a familiaridade e a árvore genealógica?!!?!
Isso tudo pra dizer que eu acabei ganhar um priminho/sobrinho.

É nesse meio tempo a érika casou e agora o erick (criativamente e com todo mérito chamado de pequeno príncipe!) é o mais novo membro dessa super família delícia!

Sem mais demora, segue a ficha técnica do pequeno príncipe (não o de Saint Exupèri, o nosso!) e um “albinho” feito carinhosamente com a colaboração de prima milena (thanks, mila!). Tenho certeza que esse post vai dar muitos comentários cut, cut, hã!

* quando eu ia dormir lá na época da faculdade, falávamos que era a “Casa das 7 Mulheres” haha!


Ei, sou o Erick, nasci do dia 18 de novembro (no mesmo dia de um grande amigo da tia jú, o bima), tenho 53 cm e pso isso aí! Veja como sou phyno e importante!


Erick, em três tempos…


Eu no colo de tia thaise, prima livrinnha e vovó wellington. Na outra tem prima mila, tia nathalia. A última merce o destaque da tia thaise querendo aparecer de qualquer jeito!!! ai ai, já sei que vou ter trabalho com ela!


ok, família, não se derretam… eu sei que nessa foto eu estou DEMAIS!

mamãe linda comigo no colo!

hello guys, they are my parents and i’m very happy!


ops, eu vi meu pai babando?!!? Oo vovó Leia, how are you?


hei vovô, não me babe, ok! senão eu choro! Essa é a bisa mercedes que eu amo!


a vovó chica veio me ver bem lindona. Destaque para o casal acima: thassi gatona e primo fabinho com beca de super “adevodado”.

Tia Jú ainda não veio tirar foto comigo porque ela acha que visita no hospital é “uÓ”! Palavras dela… mamãe, o que é uÓ?!!?!?


Então, agradeço a super participação do Erick no meu blog familiar… Adorey pequeno!!! Volte sempre, see you soon.
Obrigada Deus! Ele é lindo e veio abençoar a todos!

🙂

CADÊ?!?!

Sim, sim… cadê meus posts, cadê meus textos, cadê a vontade de postar (porque tem muito assunto, gente! to fraca mesmo)… mas também me pergunto cadê os comentários e as amigas que sumiram?!!?!?

Ai essa vida carrega muitas interrogações…
Enfim… tô por aqui mesmo… tenho bastante coisas pra postar – meu coração tá pulsando forte!

então é isso.
super sexta-feira
coração acelerado
que amanhã é sábado
e já está ficando chato
essa coisa de eu ficar me repetindo
que amanhã é sábado
e todo mundo já sabe o que eu vou fazer
é claro…

Muito, mas muito amor (calor!) pra vocês todos, não só nesta linda sexta-feira de (quase, praticamente!) verão, mas forever and ever! Alguém me deseja algo?

🙂

CARTAS DE AMOR

Como prometido, meus amores, muito mais amor do que dor, por aqui!

Aonde vão parar as cartas de amor que não chegam aos destinos? Os bilhetes e emails românticos, nunca lidos, perdidos e esquecidos pelos caminhos, ares e fios?

A missão de toda carta de amor, em papel ou pixel, é chegar até alguém. Se a carta, depois de escrita, não chega a ninguém, suas palavras se desfazem, e as letras retornam aos seus lugares no alfabeto. Palavras são reuniões de letras que se gostam. E, assim como as vírgulas e os pontos, todos voltam para suas casas. Ficam esperando nova oportunidade de dar um passeio. (Amor, às vezes, tem mais pontos de interrogação que de exclamação.)

O que é feito do amor da carta que não chega ao seu destino? Quem sabe ele se dissolva em átomos e fique espalhado sobre o planeta, para quem quiser colher: é de graça, mesmo. Ou então, quem sabe o amor vire a dúvida do sim, do não e daquele bobo do talvez.

E o que é feito da dúvida do amor da carta que não chega ao seu destino? Sabe-se lá. Mas uma coisa é certa: dá uma tristeza danada não saber o que aconteceu com o amor postado em vão.

E o que é feito da tristeza da dúvida do amor da carta que não chega ao seu destino? Vira solidão. Principalmente de manhã, ao acordar, quando não tem ninguém ao lado para dar bom dia ou perguntar se está sol, exceto o criado. Que é mudo. Não vai responder.

E o que é feito da solidão da tristeza da dúvida do amor da carta que não chega ao seu destino? Vira vazio. Aquele, que se instala no sofá nas noites de sábado e fica cantando músicas grudentas só para chatear. Mas repare bem no cantinho do olhar dele: aquilo ali é esperança. E das boas.

E o que é feito da esperança da solidão da tristeza da dúvida do amor da carta que não chega ao seu destino? Essa vira sonho, e é dele que nasce todo o resto que vem antes e depois de uma simples carta.

Então, na próxima vez que você escrever uma carta de amor, esteja ciente: mesmo que não seja entregue, de fato, ela é capaz de criar quase tudo que há no universo. Sendo assim, melhor caprichar.

Tirado do blog da Sil. Fofo ne?

PS: nasceu o Erick, filhinho da minha amiga Erika. Está um vuco-vuco danado no hospital! Aff!

🙂


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias