Arquivo para abril \19\UTC 2010

(meu) SONETO


fotinha daqui, ó!
 


De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

 Que seja infinito. E dure.
____________________________ 

* Ai gente, sempre amei Vinícius de Moraes desde minha aulas de Literatura, no cursinho, com o prof. Grijó do Nacional. Aaaamava as aulas dele!

Anúncios

UM LAÇO PRA ALEGRAR O DIA


ontem, só de picardia
colocou uma laço dourado
(com suaves detalhes bordados)
por sobre a roupa (sóbria) do dia
e lá se foi como um presente
só pra ver o que diria toda aquela gente
daquele mundo* tão dividido entre pretos e cinzas

* post anterior sobre um “novo mundo

PARA POUCOS


 


os segredos mais íntimos
os desafetos secretos
os detalhes mais cínicos
divida apenas com os da sua alta estima
que a ninguém mais interessa o que passa lá no profundo da sua vida!

ADMIRÁVEL MUNDO NOVO


Vivo num mundo novo.
Ainda descobrindo os caminhos, o tom certo do assovio, o timbre da voz, o tamanho do sorriso.
Esse novo não me assusta, me anima! E os passos vão em direção ao desconhecido, e os pés (um pouco vacilantes) seguem adiante…

Mas uma coisa percebi, sempre astuta: aqui não existem laços, nem abraços, as pessoas são menos coloridas, mais contidas.
Mas não é de todo um mal irremediável, porque se aqui estou é bem provável que se espalhe pelos quatro cantos todo o calor que pulsa aqui dentro, todo o vigor dos meus olhos espertos, todo o amor de um coração aberto…

Porque, sim, o mundo é novo, mas eu sou a mesma!

UM E OUTRO


fotinha daqui, ó!

DOIS*

Para mim, o mundo se divide em dois.
Quem gosta de coentro e quem odeia.
Aqueles que tomam coca-cola e os que preferem guaraná.
Pessoas que gostam mais do dia, e gente que, se pudesse, só sairia à noite.
Aqueles que trabalham muito e aqueles que não são jornalistas.
Mulheres que já usaram o cabelo na altura do pescoço e as que têm medo de cortar.
Quem chora calado e quem conta pra todo mundo.
Quem tem irmãos e quem é filho único.
Os que respondem “não sei” e os que dizem “Por que não?”
Quem ama chocolate e quem prefere doce de leite.
Quem gosta de economia e quem acha um saco.
Quem pula carnaval e quem dorme cedo.
Quem gosta muito de você e quem ainda não te conheceu.

* êta mundo dividido, não acham? texti daqui, ó! aaaaaamo!

AFORTUNADA


fotinha via

Não sei se aí de onde você me lê chove, mas aqui, ontem, choveu, mas choveu mesmo. O céu carregado foi minha companhia por toda tarde e uma chuva torrencial caiu até o fim do dia.

Escureceu mais cedo. Ela lá fora. Eu aqui dentro, protegida pelo vidro espelhado, grosso, fechado (como o tempo).

Lá pelas tantas lembrei de enchentes, ruas alagadas, dificuldade de ir pra casa, lá pelas tantas, lembrei de repente do meu carro estacionado na rua em frente!

E pela janela do décimo andar vi um celtinha branco abandonado, sozinho, com água por todo lado.

Nessa hora já havia marolas dentro dele e eu rogava secretamente – e em alta voz – para que o motor não batesse, para que ele sobrevivesse, me levasse em paz para casa, para que nós – eu e ele – pudéssemos descansar do batente.

Depois que a água baixou, que o cano de descarga desafogou, ele ligou (amém!!!), e colocou pra fora toda a água que havia engolido no quase afogamento.

O fato é que, vi meu carro boiando na água, e isso não é legal, tudo bem, é um bem material, mas pra gente que paga a prestação suada todo mês é triste.

Mas… sou afortunada!
E ainda seria, mesmo se o meu carro tivesse dado perda total!
Não perdi casa, não perdi amigos, não dormi na rua, não vi pessoalmente nenhuma das tragédias anunciadas por aí por causa dos temporais, minha cidade não está em estado de calamidade pública e minha casa é quentinha e sem riscos de deslizes ou desabamentos.

Nesta hora, além de afortunada, também sou agradecida.
Ao meu Deus que me ouviu quando eu rogava secretamente e em alta voz para chegar em casa protegida!

Boa noite!
🙂

AMIGAS DELÍCIA

deixa eu contar uma coisa
que ela adora uma farra com as amigas
e ontem a noite foi ótima
boas risadas numa cafeteria
flávia, juliana, paulinha e roberta
deixam a vida dela mais delícia


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias