Archive for the 'Um dia após o outro' Category

ENQUANTO ESPERO

Espero, por mais algum tempo, a felicidade chegar. Não essa que já tenho hoje…aguardo uma outra, dessas grandes, completas, perfeitas. Dessas que crescem, crescem, crescem até não caber mais, daí nascem e mudam a vida da gente para sempre.

Enquanto não chega a hora, deixo os meses passarem fazendo planos e arrumando a casa pra quando o amor bater à porta.

Assim espero!
Que assim seja!

H. hoje faz 30 semanas…

Anúncios

MEU ESCRITÓRIO É NA PRAIA

Filha, vou logo que contar uma coisa pra você ir se acostumando.

Não tem jeito… eu sou do dia mes-mo! E não há nada que eu ou ninguém possa fazer contra isso. Eu gosto de sol, praia, areia, mar, água salgada, caminhar no calçadão de mãos dadas – ao nascer ou por do sol, tanto faz – horário de verão, picolé ajellso e mate gelado com limão!

E o engraçado é que acho que você vai ser assim também – solar – como diria Tia Kamilla!

Em alguns sábados, por exemplo, o papai vai trabalhar cedinho, ao invés da mamãe descansar a pança, ela pula da cama, põe seu uniforme oficial de fim de semana e declara solenemente com um tom sério e imponente:

– Amor, já vai trabalhar? Vou pegar carona com você, tô indo pro escritório, ralar!

É, filha, os dias de verão são uma dureza. Espero poder te explicar melhor no próximo ano. Tenho certeza que você vai gostar!

Beijos. Mamis!

ARRUMANDO ASSUNTO

Estou lendo meu 2º livro do ano (nada mal pra um início de ano), Feliz por Nada, de Martha Medeiros (emprestado, preciso registrar, pela querida Jú*). Pois bem, numa de suas crônicas ela fala um pouco de como arruma assunto para as colunas semanais dos jornais para os quais escreve.

E porque isso agora? Bem, porque estou há meses sem escrever – no blog e na vida – mas não por falta de assunto (meu coração está cheio de Helena e o que resta dele é do meu marido, família, igreja, amigos, Deus, praia, sol, verão e picolé Ajellso de araçaúna), mas me faltava disposição, fui preguiçando do ofício de escrever e comecei a parar de pensar os acontecimentos da minha vida como belos temas pra posts…

Essa semana, no entanto, fui tomada por uma febre de escrever e cá estou eu, reativando minha “rede de relacionamentos” (essa eu aprendi no 1º livro do ano, O Segredo de Luísa), só pra dizer: ei, estou aqui, voltei a escrever, acompanhem meu blog, que sou eternamente carente de comments.

Digo mais: podem ler os posts anteriores, que apesar da data (que eu burlei deliberadamente) também são novos…esse por exemplo, eu escrevi no futuro, em fevereiro… e publiquei aqui, pra ninguém dizer que eu não tinha assunto!________________________________________________________


* Juliana Malacco – mecenas constante das minhas leituras. Beijo amiga, estou te devendo a trilogia Sigma, levo em nosso próximo encontro.

OS SUPER CHATOS

Existem os chatos. Mas existem os chatíssimos, os extremamente chatos! É aí que está o problema.
Eu conheço umas cinco ou seis pessoas chatas e duas muito (mas muito) chatas. Você deve conhecer pelo menos uma (o mundo não está livre deles).

É a estes, os super chatos, que dedico este post.

Os super chatos são aqueles que quando chegam ou começam a falar, o restante da turma revira o olhos (do tipo: ai-que-saaa-co!). Ou aqueles que dizem infelizmente não poder ir ao seu aniversário e você (secretamente, no íntimo) acha bom! Ou ainda aquele que insiste mil vezes pra você fazer algo que não está afim (qual a parte do NÃO que ele não entendeu?!)

Tem gente que até pelas redes sociais dão atestado de chatice – aí não há followers que resistam!

Os chatíssimos são acometidos também de outro mal: falta de senso! O que quer dizer que na maioria das vezes eles não dão conta que são chatos, pensam que são bacanas, não imaginam que são um saco – o que me faz ter certa liberdade para escrever sem muito constrangimento, caso algum chato citado acima leia essa texto.

(eu ficaria feliz, mesmo, se estes se reconhecem em algumas dessas palavras e as recebessem, sem ofensas, como um toque de amigo, um #ficadica!)

Bom, parafraseando Vinicius de Moraes (sobre outro tema: a beleza), que me desculpem os muito chatos, mas ser (minimamente) agradável é fundamental!

E desculpem o mau jeito, é que pra mim já deu! Quero mais que os chatos conversem com minha mão!

COISAS DE GRÁVIDA

Não, esquece esse negócio de que é tudo frescura! Não é. Acredite em mim!
Mesmo que você não tenha tido nada, nunquinha, na gravidez você terá! Uma coisa ou outra! É batata!

Ficaremos lerdas, esquecidas e sonolentas!

Os enjoos são algo extraterreno, que te levam a pensar: quem disse que maternidade é um momento único e sublime??? Mentira! Quero parir logo a continuar sentindo isso!

A sorte, no meu caso, é que do jeito que eles vem, eles vão embora, assim de um dia pro outro. E aí sim, te libertam para curtir esse momento lindo!

Ainda não, filha! Tem dores nas costelas (sim, elas estão abrindo espaço pro neném crescer) que muitas vezes te impedem de deitar de um lado e de outro. Mas passa, eu garanto!

Elas também podem ter azia, muito comum (eu não tive!). Infecções urinárias também não são raras (eu tive!). E a lista é vasta: câimbras (trate de comer banana e chupar laranja querida, seu baby precisa de potássio!), hemorroidas, gases, pressão alta (ou baixa), inchaço, sono, diabetes, anemia e por aí vai…

Longe de mim, querer te desanimar do sonho da maternidade, juro! Só estou batendo a real. É que na gravidez a gente fica com os hormônios mexidos e aí, já viu, acaba falando tudo que vem na cabeça! Desculpe.

Não leve a mal a sinceridade…agora, apesar de, eu estou curtindo muito ver o barrigão crescer, de verdade! Só não me lembre dos enjoos. Eles realmente afetaram minha sanidade!

BÚZIOS, COM AMOR…


Diário de bordo… (estava decidida a fazê-lo)

1º dia – 8 de setembro: acordamos as 04h, as malas já no carro, nos arrumamos, oramos e partimos…fomos papeando, vimos o céu com uns tons laranja rasgando o azul escuro da noite, foi lindo…isso tudo mais eu e você!
08h estávamos atravessando a ponte de Campos, quando (um carro feio freou bruscamente na nossa frente) PUFT! Bateu!!! Uma batidinha pequenininha, mas… 14h estávamos partindo de Campos pra Búzios, atrasou 5 horas nossa viagem de amor.

Mas tudo bem! Naquele instante aprendi uma coisa e decidi outra:

Aprendi que um homem que não conhecia a Cristo passou a manha inteira conosco, pra cima e pra baixo, resolvendo coisas de peças e oficina enquanto nosso carro estava parado concertando… fez isso tão espontânea e despretensiosamente que me chamou a atenção… quantos de nós, “cristãos”, não fariam a metade que aquele homem fez pra abençoar nossa vida!
Decidi que não ia fazer mais diário de bordo coisa nenhuma… já foi traumatizante demais pra mim essas primeiras horas.

Fiquemos, então, apenas com as imagens dessa viagem e do amor que nela continha!

PREPARATIVOS de uma pessoa que ama aniversários

É como festa de criança mesmo! Pelo menos a minha!*

Tem tudo que a gente mais gosta: gente querida e amiga, brigadeiro, cachorro quente e caldo verde! Pra deixar a noite quentinha, cheia de amor!


A comunicação visual (porque aniversário de publicitária tem comunicação visual, meu povo!) da festinha ficou por conta da Lembrança Real (porque sou publicitária chique e tenho amigas abençoadas!), a fofura dos detalhes é meu (desculpa a falta de modéstia), e foi depois de alguns anos reprimidos, uns dos aniversários mais bacanas que tive!

#recebendo com amor…


#doces by Doçuras da Brunna, bolo de fubá da Zezé (funcionária da minha mãe famosa pelos quitutes), bolo de aniversário Le Belle Buffet, decoração eu mesma…
arrumação liiiiinda de Kamilla e Érika.

# marido agradecendo a Papai do Céu

# parabéns para miiiiim!!!

# e pra terminar, uma imagem liiiinda, de colocar em porta-retrato!!!

* sim, um post atrasado, um mês depois, mas que não podia deixar de registrar. as muitas outras fotos com as pessoas queridas estão espalhadas por aí nas câmeras das pessoas. um dia eu junto tudo e mando revelar, igual antigamente
🙂


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias