Posts Tagged 'dor'

RESGATADA

Depois de quase dois anos de perdas (e danos), de tropeços, enganos e verdades lançadas cruelmente em seu rosto, ela pode olhar para trás e se orgulhar: era forte! O pior havia passado e, melhor, ela havia sobrevivido.

Após aquele junho desastroso, ficou meses soterrada embaixo da dor que pressionava seu peito, tirava-lhe o ar e lhe impedia de pedir socorro. Ninguém nunca ouviria sua voz, sua alma jamais seria resgatada daquele abismo, pensava.

Foi quando um homem, no momento exato de sua quase morte, abriu caminho por entre a lama e se revelou seu salvador. Estendeu-lhe a mão e ela, mesmo sem saber como poderia ser salva, acreditou!

Ele limpou seu coração, lhe deu novas roupas, alimentou sua alma e tirou – com o zelo que só os apaixonados tem – todo o resquício de negrume da sua vida, deixando limpo e claro os seus futuros dias.

Agora, pensava sobre isso sentada no alto de uma rocha. Com pés firmes, respirando um ar fresco e apreciando as campinas abaixo se desdobrarem até o fim do horizonte… sem medo que qualquer tremor abalasse sua confiança, sua felicidade, porque sentia que isso era tão seu que seria impossível qualquer coisa arrancá-las de si.

E antes de agradecer (mais uma das tantas vezes desde o seu resgate) reafirmou para si mesma, só pra não esquecer, que se não tivesse sido salva naquele instante não lhe restaria mais nenhuma chance e nunca a teriam encontrado, pois estava enterrada bem fundo num poço entulhado de um coração partido, de onde é muito difícil alguém sair vivo.

Obrigada, mais uma vez.*


* Essa história se baseia em fatos reais, da minha vida, como alguns devem saber (poderia colocar links em cada parágrafo relembrando cada episódio, mas nao achei conveniente). Então, obrigada Jesus, meu Salvador, que num dado momento ainda em 2009 foi tirando toda a minha dor. Obrigada mesmo, te amo!

Dito isto, devo completar que produzi esse texto para a 50ª edição conto/história do bloínques, um blog com uma proposta super bacana. Não costumo entrar em concursos nem publicar meus textos fora do blog, mas o tema, confesso, me chamou a atenção de cara: tinha que conter a frase “e nunca a teriam encontrado, pois estava enterrada bem fundo”. Enfim, pensei comigo: cara, estão falando de mim! E aí escrevi, em linhas gerais, sobre o meu resgate!

Beijos

Anúncios

ACIDENTE COM A POESIA

Morreu a rima, desmaiou a palavra,
Quebrou-se toda a linha.
Amputou o verbo, a inspiração está mal,
A emoção definha.
Perigando na vida, todos na UTI do coração,
Que também sem recurso,
Tenta salvar algum a qualquer custo.
Que algum verso de fibra resistente,
Sustente uma linha de bom pensamento,
Ressuscite uma rima de amor, com um susto,
Ou desperte a palavra adormecida
Regenerando o verbo,
E, cure a inspiração do surto.
E eis, que, não mais que de repente,
O poeta que ali junto definhava
De solidão, de amargura e dor,
Abraça a emoção, suspira profundo,
Sai nu ao vento, numa elegia à vida,
Só com a diáfana transparência colorida
Da palavra bem dita, no momento de dor,
Ressuscita a rima e cura todo mundo,
Com as mágicas gotas da alegria e da paz,
Dos seus versos de amor.

Não, essa dor não é minha, mas dou meu apoio de toda forma… já passei por isso. Foi minha tia Eunice que escreveu, dia desses quando não estava muito legal. Espero breve texto mais floridos, fica meu pedido!

O QUE SE PASSA COM A DONA DESSE ESPAÇO

as coisas por aqui andam leves e suaves
talvez por isso a calmaria por esses lados
a bem da verdade acho mesmo ser fato
que escrever é um santo remédio
e aí quando passa a dor também lá se vão as palavras

mas volta e meia reaparecem, não as dores (por favor!), as palavras
e a menina então se pega numa coceira louca
de tirar de si o comichão e jogar tudo no papel

e acaba dando nisso
ela escreve um tanto
e a coceira dá sossego
pelo menos por enquanto!

*saudadinha de escrever, gente! Me mandem um OI! hugs!

DOS SIGNIFICADOS

Ela sabia o que significava cada palavra. Aprendeu ainda pequena cada uma delas. Sabia de ler livros, da bíblia ou de histórias que ouvida com elas. E assim foi até esse ano. E foi aí que ela aprendeu, engoliu, assimilou, experimentou e, no fim, se alegrou, com o verdadeiro significado de cada uma destas palavras (quem nem sempre são como nos contam os dicionários):

dor
sf (lat dolore) 1 Med Sensação desagradável ou penosa, causada por um estado anômalo do organismo ou parte dele; sofrimento físico. 2 Sofrimento moral. 3 Dó; pena, compaixão.

per.da
(ê) sf (lat perdita) 1 Ato ou efeito de perder. 2 Privação de uma coisa que se possuía. 3 Desaparecimento, extravio. 4 Fuga de um líquido ou fluido contido num recipiente. 5 Dano, prejuízo. 6 Ruína. 7 Mau êxito.

per.dão
sm (de perdoar) 1 Remissão de uma culpa, dívida ou pena. 2 Indulgência. 3 Desculpa.


sf (lat fide) 1 Crença, crédito; convicção da existência de algum fato ou da veracidade de alguma asserção. 2 Crença nas doutrinas da religião cristã. 3 A primeira das três virtudes teologais. 4 Fidelidade a compromissos e promessas; confiança: Homem de fé.

mi.la.gre
sm (lat miraculu) 1 Fato que se atribui a uma causa sobrenatural. 2 Teol Algo de difícil e insólito, que ultrapassa o poder da natureza e a previsão dos espectadores (Santo Tomás). 3 Coisa admirável pela sua grandeza ou perfeição; maravilha. 4 Fato que, pela raridade, causa grande admiração. 5 Intervenção sobrenatural. 6 Efeito cuja causa escapa à razão humana.

** e vai chegando o fim do ano e a gente começa a pensar em tudo o que aconteceu e planos pro ano que vem e blá, blá, blá.. enfim… acho que teremos mais alguns posts nesse ritmo retrospectiva. a série começou com esse aqui, ó!

🙂

O LEGADO DEIXADO POR LEE

Ei, pessoas… lembram que aqui eu tinha falado da fé da Lee?
Então, o e-mail abaixo é do Adson… repassou para os amigos e os amigos estão repassando a outros, porque a história não pode parar!

Confesso, que ao ler novamente o e-mail, preparando o post, me vieram lágrimas… não de tristeza… mas de emoção pura e simples, lágrimas de inspiração… de saber que quando Deus faz, faz bem feito! Lágrimas por saber que pra aproveitar o melhor dEle, tem que ter peito. Igual a Lee, igual ao Adson e ao Henrique!

Beijo grande! E não se esqueçam: AME HOJE!!!!


De: Adson:
Enviada em: domingo, 29 de novembro de 2009 11:20
Assunto: Celebrando a Vitória sobre a enfermidade

Queridos amigos e irmãos…

A dor é inexplicável. O descanso é pleno, por saber que Lee estava preparada para encontrar-se com Deus. Ela já havia ido ao céu quando ficou mal devido a reação anestésica para colocar um cateter que, sequer foi usado, em um procedimento muito simples. Foi uma experiência incrível, que nos preparou para os momentos finais.

Deus é muito Fiel e atendeu a vontade dela ao pedir, quando se viu diante de Deus (quando aconteceu o problema no centro cirúrgico): Pai, deixa eu voltar e ficar só mais um pouquinho… Ela não viu a face das pessoas que a receberam (Jesus e Deus) diante de um portão gigante e de ouro puro, ouviu os anjos cantando e Deus dizer: FILHA, ainda não é a sua hora, VOLTE!

Foram minutos, o médico já estava preparando para fazer uma traqueostomia. Eliane teve convulsões, parada cardíaca, respiratória, 30 batidas por minuto. ELA MORREU no dia 19 de outubro (isso foi confirmado por uma enfermeira que reencontrou com Eliane dias depois e a reconheceu pelas unhas feitas e que estava presente na hora do ocorrido) rsrsrs, só Eliane mesmo!!!!

Deus a mandou de volta pra nos consolar e participar do aniversário do Henrique, ocorrido na última segunda-feira 23 de novembro. Uma experiência marcante, que poucos acreditam. O céu é lindo e agora mais lindo ainda com ela!

Eliane estava linda ontem, maquiada, unhas feitas, de batom (como pediu que fizéssemos) as pessoas amigas que chegavam diante do corpo ficavam perplexas com a serenidade e a beleza na face… serena… tranquila… sem dor… em paz.

A palavra de Deus diz em Salmos 116:15: “preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos”. Levei o Henrique para se despedir dela e ele disse: parece que a mamãe está dormindo! ALELUIA! Sem traumas! A dor é grande no coraçãozinho dele, mas acompanhou os últimos momentos consciente e esperando papai do céu carregar a Lee no colo à eternidade.

Continue lendo ‘O LEGADO DEIXADO POR LEE’

ESQUEÇAM A DOR


ontem foi feriado
já se foram cinco meses
minha dor faz aniversário

não, não quero convencer ninguém do meu sofrimento
de coração, esqueçam a minha dor
meu coração já é outro
porque, sim, eu sofri,
mas também disso eu já me esqueci

até porque dor rima com flor
cor, ardor, calor (adooooro),
amor (bem feito, por favor!)
clamor (ao Pai)
vigor, rubor
abridor (numa lata de leite condensado, sim senhor!)

e tantas outras palavras boas que não valem a lembrança daquela!
Alguém lembra de mais alguma?

🙂

AS COISAS MUDAM


Vou contar pra vocês como os sentimentos mudam dentro dela.
Vou tentar seguir uma linha pra vocês entenderem a evolução:

No começo era dor, negra, pura e simples
(vocês sabem, vocês leram/sentiram/viveram tudo por aqui)
O tempo foi passando e as nuvens ficando menos densas
(os textos, os dias, a vida também seguiu esse rumo)
Hoje, tem muito mais amor do que dor por aqui
(vocês conseguem perceber a mudança?)

E aí vocês me perguntam: então tá tudo certo? Tudo se ajeitou, a vida voltou a ser como antes?

Não, as coisas estão se ajeitando ainda, é só o começo de muito trabalho, mas nada está – nem mais será – como antes. E ela acha isso ótimo! E isso já basta para que o seu coração se encha do amor que vocês leem agora!


** Para quem entra nos mesmos rios, afluem sempre outras águas. Quando se entra novamente, você e as águas já não são os mesmos. ** Heráclito


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias