Posts Tagged 'verão'

O FIM DA TEMPORADA

hoje me despeço oficialmente do verão e de tudo que essa implicação carrega

que então chegue o outono e com ele, também Helena
que venha o mar de ressaca e na ponta da língua o gostinho da água salgada
que explodiu em ondas e invadiu a rua numa brisa tranquila, numa nuvem serena
acho que preparando dias mais frescos pra receber a pequena

Anúncios

MEU ESCRITÓRIO É NA PRAIA

Filha, vou logo que contar uma coisa pra você ir se acostumando.

Não tem jeito… eu sou do dia mes-mo! E não há nada que eu ou ninguém possa fazer contra isso. Eu gosto de sol, praia, areia, mar, água salgada, caminhar no calçadão de mãos dadas – ao nascer ou por do sol, tanto faz – horário de verão, picolé ajellso e mate gelado com limão!

E o engraçado é que acho que você vai ser assim também – solar – como diria Tia Kamilla!

Em alguns sábados, por exemplo, o papai vai trabalhar cedinho, ao invés da mamãe descansar a pança, ela pula da cama, põe seu uniforme oficial de fim de semana e declara solenemente com um tom sério e imponente:

– Amor, já vai trabalhar? Vou pegar carona com você, tô indo pro escritório, ralar!

É, filha, os dias de verão são uma dureza. Espero poder te explicar melhor no próximo ano. Tenho certeza que você vai gostar!

Beijos. Mamis!

UMA BREVE REFERÊNCIA AO PASSADO

nas palavras suaves de Tati Bernardi


“(…) posso te garantir que o verão solitário me deixou mais mulher, mais leve e mais bronzeada e que, depois de sofrer muito querendo uma pessoa perfeita e uma vida de cinema, eu só quero ser feliz de um jeito simples. Hoje o céu ficou bem nublado, mas depois abriu o maior sol.

AO DEUS DO VERÃO


Pelos seus dias claros com seus tons de azul – celeste, é claro!
Pelo céu ainda manchado de sol quando saio às 18h30 do trabalho.
Pelo cheiro de terra molhada, que só sentimos no verão.
Pelo verão de 2009, que começou em agosto – logo num período que precisei de tanta luz!
Pelo bom humor que sinto quando começa a temporada de quentura dos trópicos e o céu limpinho que me saúda todo dia.
Por não ter nascido em Minas – desculpem os amigos mineiros, nada contra – e morar numa cidade litorânea.
Por poder cumprir meus votos de ir à praia todo santo sábado (e alguns domingos) de sol, durante esses 4 meses.
Pela pele (mesmo com protetor FPS 30) caramelada de natureza.

Por tudo isso, o meu muito (muito) obrigada ao Deus do Verão, pois só Ele consegue entender o quanto amo esta época do ano.


** este texto já estava escrito desde início de janeiro, mas com tantas tragédias por causa das chuvas no Rio e em SP, achei meio impróprio, maaas agora aí está toda a minha gratidão por esses meses ensolarados!

Carpie Diem!

IT’S SPRING, YOU KNOW


Oficialmente começa hoje a primavera no Brasil, e mesmo eu sendo verão, eis aí a minha homenagem. Deixo com Cecília Meirelles a palavra de hoje que diz uma verdade de mim… e de muitos….

“aprendi com a primavera a deixar-me cortar e voltar sempre inteira”

Aproveito para recomendar uma leitura apaixonante: As 4 estações do casamento, de Gary Chapman.

É mais ou menos assim: Os orientais avaliam ânimos e humores pelas estações do ano. Gary faz um paralelo sobre as fases do casamento. O verão é cheio de alegria, celebração e atividade. O outono carrega ares de tristeza, angústia e perda. A primavera traz expectativas, promessas e a oportunidade do recomeço. O inverno, por sua vez, é a época da frieza, da indiferença e do isolamento.

É uma leitura cheia de verdades e reflexões daquelas boas que fazem a gente pensar que rumo está tomando o nosso relacionamento…Indico!

God bless you, always!

ÁGUAS DE MARÇO…


* fotinha via

Para março que finda
Para abril que se inicia
Para mim, para você
Para João, para José
Para quem mais quiser

Acho muito apropriado
De Tom Jobim, águas de março
Para fechar o post e o verão

Fica então, o clipe a canção.

Continue lendo ‘ÁGUAS DE MARÇO…’

45 DAYS AGO

Desde o ano passado que não chovia em Vitória.

Enquanto o mundo era assolado com tragédias naturais, enquanto  chovia (catastroficamente) no Rio, Minas, São Paulo, sul do Brasil e até interior do Espírito Santo, aqui o sol permaneceu intacto sobre nossas cabeças.

Não lembrava da última vez que tinha visto água por essas bandas. Mesmo as chuvas de verão típicas da época estavam recolhidas em seus leitos.

Muito, mas muito calor mesmo, que nem eu, fervorosa defensora dos verões escaldantes, estava aguentando mais….

Pois bem, no começo dessa semana desceu água do céu. Confesso que o cheirinho de terra molhada me encanta, mas o que foi estranho mesmo foi eu acordar no meio da noite assustada achando que tinha quebrado algum cano lá em casa. Levantei correndo e fui à janela para ver, com surpresa, que era a tal da chuva… “chuva, o que é isso? nem sei do que se trata. não conheço mais seus sons…”

E desde então chove todos os dias, pouco, é bem verdade, mas é melhor que nada!

So, o que me interessa mesmo é divagar sobre as estações internas que atingem cada um que me lê… eu, por exemplo, sou só verão, mas ameno e com muito protetor.

And you? Tell me


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias