Archive for the 'Textos alheios' Category

(re)AMAR

Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe, mas queria te dizer pra não parar de remar, porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.


Tá me entendendo? Eu sei que sim.

Eu entro nesse barco, é só me pedir. Nem precisa de jeito certo, só dizer e eu vou. Faz tempo que quero ingressar nessa viagem, mas pra isso preciso saber se você vai também. Porque sozinha, não vou. Não tem como remar sozinha, eu ficaria girando em torno de mim mesma. Mas olha, eu só entro nesse barco se você prometer remar também!

Eu abandono tudo, história, passado, cicatrizes. Mudo o visual, deixo o cabelo crescer, começo a comer direito, vou todo dia pra academia. Mas você tem que prometer que vai remar também, com vontade! Eu começo a ler sobre política, futebol, ficção científica, o que for. Aprendo a pescar, se precisar. Mas você tem que remar também. Eu desisto fácil, você sabe. E talvez essa viagem não dure mais do que alguns minutos, mas eu entro nesse barco, é só me pedir.
Continue lendo ‘(re)AMAR’

Anúncios

É PRECISO TER FÉ…


É preciso ter fé em alguma coisa, nem que seja no tempo, que traz serenidade e ameniza as saudades, ajuda a aceitar os excessos, as rugas, os desamores, as decisões e os critérios, conserta desvios, cicatriza feridas. O tempo torna a falta de sentido um pouco mais suportável, transforma a dor em potência, mastiga, engole, digere e manda às favas um dia de trânsito engarrafado, conta no vermelho, enxaqueca, desarranjo ou aquela ausência repetida, sentida (ai), incontida, aquela ausência (sabe?), sentida (ai), incontida, repetida.

Um pedacinho do texto de Ana Laura Nahas.

UMA BREVE REFERÊNCIA AO PASSADO

nas palavras suaves de Tati Bernardi


“(…) posso te garantir que o verão solitário me deixou mais mulher, mais leve e mais bronzeada e que, depois de sofrer muito querendo uma pessoa perfeita e uma vida de cinema, eu só quero ser feliz de um jeito simples. Hoje o céu ficou bem nublado, mas depois abriu o maior sol.

SE TORNARIA desAFETO?

Será que as pessoas mudam de comportamento porque se sentem seguras do afeto que o outro sente? Caio Fernando Abreu


Sabe, Seu Caio, você deu palavras ao meu questionamento… era exatamente isso que gostaria de saber!

SER PRECAVIDA



Eu diria que ela não é ciumenta. Nunca foi!
Mesmo depois de ter to-dos os motivos do mundo.
No entanto, em lugar do ciúme (para que seu lugar não ficasse vago) desenvolveu uma outra habilidade: a de ser precavida.

E assim vai levando a vida: com crises de “precavimento”, que é bem mais saudável, adulto e razoável que o ciúme.


Para um bom relacionamento continuar agradável, é preciso não apenas suspeitar prudentemente como ocultar discretamente a suspeita.
Stendhal

QUAL O SENTIDO


… a procura pelo propósito (sentido) da vida tem intrigado as pessoas por milhares de anos. Isso porque normalmente começamos pelo lado errado – nós mesmos.*

hum, sei…agora quando olho pras coisas, pro mundo, pro caos ao redor, começo a entender… começa a fazer sentido!!! Vou pensar melhor sobre isso…

* Rick Warren, pág.17 de Uma Vida Com Propósitos

COISAS DE CLARICE


Isso é só um bocadinho, um quase um nada de Clarice Lispector, o que já significa que pode ser muita coisa. (Os parênteses são meus)!

(É por isso que coleciono arranhões:)
Sabe o que eu quero de verdade? Jamais perder a sensibilidade, mesmo que às vezes ela arranhe um pouco a alma.

(Você presente, sempre!)
Mesmo quando não estou pensando em você, sinto um pensamento constante a seu respeito, como a música que acompanha os filmes.

(Para de perguntar, Juliana, assim você atrapalha!)
Pergunto a Deus: por que os outros? E ELE me responde: por que você?

O que me mata é o cotidiano. Eu só queria exceções.
(Aaah! As exceções…)

Abrir mão não quer dizer que eu não queira.
(Não, mesmo!!)

Eu peço a Deus tudo o que eu quero e preciso. É o que me cabe. Eu não tenho o poder. Tenho a prece.


SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias