TARDE À NOITE


daquela tarde flui pura inspiração
revivem intocadas sensações outrora perdidas
pelas mãos escorrem outras, nunca antes sentidas
e espalha-se por todo o canto surpresas
o novo se descortina e a brisa leve finda
a tarde se esvaindo, fluida
abraçando sem medo as sombras
de um prenúncio do que pode ser a noite

* fotinha daqui, ó!

Anúncios

6 Responses to “TARDE À NOITE”


  1. 1 Brenda Nepomuceno 04/03/2010 às 09:58

    Amei o poeminha, amei a foto, amo seu blog!
    Bom resto de semana pra você, flor! ;*

    Curtir

  2. 2 Adriana Brenna Gonçalves 05/03/2010 às 14:04

    Que lindo! Quando comecei a ler, logo pensei “já li esse texto”, mas [dã] não pode ser, já que é seu. Devo ter lido algo parecido por aí…
    Lindo, lindo, lindo mesmo!

    Já respondi seu comentário lá no blog. Vê lá! 😉

    Até +
    bjuxx*

    Curtir

  3. 3 Brenda Nepomuceno 20/03/2010 às 03:02

    Jú, sumidaaaaaaa! Tudo bem com você aí no seu canto do mundo?

    Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




SEJA BEM-VINDO!

JULIANA ESCREVE
Sobre tudo que alcança seu coração, o que não é pouca coisa! Deus, família e amigos são assuntos recorrentes. Milagres, bençãos e bom humor também fazem parte... Se quiser ficar no meu coração, à vontade, mas não traga porcarias para dentro dele, ok? :)

Categorias


%d blogueiros gostam disto: